Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Borboleta Verde

02.09.20

Pink Street: uma rua dedicada ao amor

Cláudia Miguel
Talvez por isso tenha sido opção da Câmara Municipal de Lisboa pintar o pavimento de cor-de-rosa  A famosa Pink Street de Lisboa, a pulular de vida nocturna, com os seus muitos bares, discotecas e restaurantes, foi outrora uma rua com uma vida um pouco mais escusa, de marinheiros recém-chegados ao porto de Lisboa, prostitutas e toda a espécie de criminosos.  Agora é só um dos lugares mais instagramáveis de Lisboa e dos mais procurads na vida nocturna.   (...)
28.08.20

Óbidos e a viagem no tempo

Cláudia Miguel
Quando estive em Óbidos este ano, teria sido em plena altura da Feira Medieval, não fossem as circunstâncias especiais que este ano nos proporcionou. Óbidos tem uma espécie de portal que nos transporta imediatamente para tempos medievais quando transpomos a Porta da Vila e mesmo sem ambiente de Feira Medieval, este ano, ainda assim toda a sua medievalidade está presente! Respira-se a cada canto, pedra e tasquinha! (...)
25.08.20

Cabo Espichel e o sentimento de finitude!

Cláudia Miguel
Desde criança que não voltava ao Cabo Espichel. Fazia parte da nossa romaria de domingo, especialmente quando a família de França vinha cá de férias, mas eventualmente, com o tempo, deixámos de ir para esses lados. Tinha-me esquecido como é um espaço bonito! (...)
07.08.20

Mosteiro da Batalha. Continuamos a passear por Portugal

Cláudia Miguel
O mais recente passeio foi, desta vez, ao Mosteiro da Batalha. Aqui fica a minha sugestão para este fim-de-semana. À semelhança do Convento de Cristo, tem também entradas gratuitas aos domingos, até às 14h. Conhecido como Mosteiro da Batalha, é na realidade Mosteiro de Santa Maria da Vitória. Foi mandado erigir pelo rei D. João I como (...)
16.07.20

A desconfinar (com cuidado) por Portugal: Convento de Cristo, Tomar

Cláudia Miguel
Continuando a conhecer Portugal, um bocadinho de cada vez, hoje falo-vos do Convento de Cristo, em Tomar.   Em primeiro lugar, não têm desculpa para não visitar porque, para além de ter entradas gratuitas até às 14h de Domingo para todos os residentes em território nacional (basta levar um comprovativo de morada), vão ficar estupefactos com (...)