Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Borboleta Verde

Sex | 28.08.20

Óbidos e a viagem no tempo

Cláudia Miguel

Quando estive em Óbidos este ano, teria sido em plena altura da Feira Medieval, não fossem as circunstâncias especiais que este ano nos proporcionou.

Óbidos tem uma espécie de portal que nos transporta imediatamente para tempos medievais quando transpomos a Porta da Vila e mesmo sem ambiente de Feira Medieval, este ano, ainda assim toda a sua medievalidade está presente! Respira-se a cada canto, pedra e tasquinha!

IMG_1976-1 (1).jpg

IMG_2038-1 (1).jpg

IMG_2017-1 (1).jpg

Convido-vos a passearem pela vila de Óbidos e a descobrirem essa medievalidade por vocês mesmos!

 

Fotos tiradas por mim.

Top e saia: H&M

Sandálias:  Deichmann

Bijuteria: GataPreta Artesanato

Local: Óbidos

Ter | 25.08.20

Cabo Espichel e o sentimento de finitude!

Cláudia Miguel

Desde criança que não voltava ao Cabo Espichel. Fazia parte da nossa romaria de domingo, especialmente quando a família de França vinha cá de férias, mas eventualmente, com o tempo, deixámos de ir para esses lados.

Tinha-me esquecido como é um espaço bonito!

IMG_2713-1 (1).jpg

IMG_2686-1 (1).jpg

Este conjunto arquitectónico que vêem nas fotos, faz parte do Santuário Nossa Senhora do Cabo, cuja história remonta a meados do século XIV, com uma pequena ermida construída para guardar a imagem da Virgem. Somente no século XVIII foram construídas a igreja e estas casas que são hospedarias, para todos os peregrinos que rumavam ao santuário.

A lenda conta que dois peregrinos viram Nossa Senhora sobre sua jumentinha, e que esta subira pela rocha acima, e que ao subir ia firmando as mãos, e os pés na mesma rocha, deixando impressos nela os vestígios das mãos, e pés"  1

Essas marcas deixadas na rocha são, na realidade, pegadas de dinossauros do período Jurássico, no local conhecido como Pedra Mua. Viajavam em manada, composta por elementos mais velhos e mais novos.

IMG_2721-1.jpg

IMG_2740-1 (1).jpg

O imponente farol do Cabo Espichel existe desde 1430, com a instalação de um pequeno farolim pela irmandada de Nossa Senhora do Cabo. O actual foi inaugurado em 1790. Inicialmente alimentado a azeite, foi posteriormente alimentado por vapor de petróleo em 1886 e só a partir de 1926 por elecricidade

IMG_2752-1 (1).jpg

Fotos tiradas por mim.

Vestido: C&A

Chapéu: Parfois

Bijuteria: GataPreta Artesanato

Local: Cabo Espichel

 

 

1 - SANTA MARIA, Frei Agostinho de - Santuário Mariano, E Historia das Imagens de Nossa Senhora, etc., Tomo II, Livro I, Tít. VIII, Lisboa, Of. António Pedrozo Galrão, 1707 a 1723

Ter | 18.08.20

Do alto de Monsaraz: avisto planícies alentejanas, o Alqueva e terras espanholas

Cláudia Miguel

Cheguei a Monsaraz e foi encantamento à primeira vista!

IMG_2447-1 (1).jpg

 

Há uma magia diferente nesta terra! Do alto avistam-se planícies sem fim e o som dos passos ecoa pelas suas ruas de xisto. O ar cheira a alfazema e a quente, ao calor que emana das pedras.

IMG_2480-1 (1).jpg

 

Uma vila histórica com um castelo centenário, mas com raízes milenares na sua ocupação.

 

IMG_2489-1.jpg

Monsaraz tem uma localização privilegiada, mesmo no topo de uma colina, com vista sobre o rio Guadiana e a fronteira com Espanha.

O seu antigo topónimo era Saris, Sarish ou Xarez, derivando em monte de Sarish ou Xarez, dando gradualmente lugar à miscigenação das palavras originando: Monsaraz

No século XII foi conquistada aos muçulmanos por Geraldo Sem Pavor, tendo sido novamente perdida para os mouros ainda durante o reinado de D. Afonso Henriques. Já só no século XII foi reconquistada com o auxílio da Ordem dos Templários. Acabou por ficar sob doação a esta ordem, mais tarde Ordem de Cristo, com marcas ainda hoje visíveis no seu pano de muralhas.

Parece que eu própria ando numa Cruzada pessoal, porque vou saltando de castelo templário em castelo templário 

 

IMG_2570-1 (1).jpg

IMG_2521-1 (1).jpg

Há muitos recantos para explorar em Monsaraz, mas especialmente para aproveitar com calma, ao ritmo que o Alentejo pede.

Aproveitem para mergulhar na praia fluvial do Alqueva e também para ficar pelo menos uma noite e apreciar o maravilhoso céu carregado de estrelas (ou não estivesse o Observatório do Lago Alqueva ali mesmo ao lado).

 

Fotos tiradas por mim.

Top e saia: H&M

Sandálias:  Deichmann

Bijuteria: GataPreta Artesanato

Local: Monsaraz

Sex | 07.08.20

Mosteiro da Batalha. Continuamos a passear por Portugal

Cláudia Miguel

IMG_1929-1 (1).jpg

O mais recente passeio foi, desta vez, ao Mosteiro da Batalha.

Aqui fica a minha sugestão para este fim-de-semana. À semelhança do Convento de Cristo, tem também entradas gratuitas aos domingos, até às 14h.

Conhecido como Mosteiro da Batalha, é na realidade Mosteiro de Santa Maria da Vitória.

Foi mandado erigir pelo rei D. João I como agradecimento pela vitória na batalha de Aljubarrota, a 14 de Agosto de 1385, que lhe assegurou o trono e garantiu a independência de Portugal. Foi então doado por este rei à Ordem de S. Domingos, ficando na sua posse até à extinção das ordens religiosas em Portugal no século XIX.

IMG_1848-1.jpg

IMG_1669-1.jpg

As obras duraram mais de 150 anos, contemplando várias fases de construção. Nesse sentido, encontramos diferentes vertentes artísticas , predominantemente o gótico, mas também o manuelino e alguns pormenores renascentistas.

IMG_1762-1 (1).jpg

IMG_1806-1 (1).jpg

IMG_1832-1 (1).jpg

 

Vestido: Natura

Chapéu: Parfois

Bijuteria: GataPreta Artesanato

Local: Mosteiro da Batalha